sexta-feira, 16 de outubro de 2009

EIRAS





Eira é um espaço plano com um chão duro, liso ou empedrado ,de dimensões variáveis, onde os cereais, eram malhados e peneirados, depois de colhidos, com vista a separar a palha e outros detritos dos grãos de cereais. Sua origem está ligada ao advento da agricultura e o consequente cultivo dos cereais, onde se desenvolveram várias técnicas, ferramentas e instalações especificas.
As eiras são também utilizadas para secar outros produtos agrícolas, bem como também cumpriam uma função social, uma vez que proporcionavam um local onde podiam decorrer certas cerimónias ou eventos públicos, tais como bailes, onde aliás também dei a minha "perninha".
Em Portugal, em particular no norte do país, é frequente encontrar espigueiros e palheiros a rodear as eiras, pois eram nestes lugares que os cereais eram armazenados.
A importância da eira na vida das populações rurais era de tal forma evidente, que deram origem a vários toponímicos, e à expressão "sem eira nem beira", que significa destituído de tudo, numa alusão de como as eiras eram centrais na sua vivência, também existem outras versões como a de antigamente as casas das pessoas abastadas tinham no telhado dois tipos de acabamento, a beira ceveira (beira sobre beira = beiral) e a eira que era o acabamento decorado, feito na fachada, e a casa da plebe tinha apenas o telhado sem acabamento.

Sem comentários:

O TEMPO JÁ NÃO É O QUE ERA

Em alguns locais da vila de Oliveira de Frades o gelo atingiu "quase um metro". A "saraivada" ocorreu cerca das 16...