sexta-feira, 17 de outubro de 2008

ANTA PINTADA

Rodeada por eucaliptal e algum mato e coberta ela própria por vegetação arbustiva, a mamoa pode passar despercebida ao olhar menos atento. Até a porta fechada de traçado rectangular pode sugerir tratar-se de uma construção rural para abrigo ou armazenamento de alfaias agrícolas. Mas por baixo desta pequena elevação esconde-se um tesouro com alguns milhares de anos. Trata-se da Anta Pintada de Antelas, um dos monumentos megalíticos mais extraordinários do nosso país.
Aberta a porta, uma luz mortiça penetra alguns metros pelo túnel que conduz à câmara funerária. E é nesta câmara que se encontra o elemento de maior interesse desta construção: as pinturas decorativas que foram feitas sobre os esteios e que se encontram magnificamente preservadas. Estas pinturas, a vermelho e preto, contêm representações geométricas, sendo umas figurativas e outras abstractas. 
Entre os elementos identificados nestas pinturas são de referir: ziguezagues, labirintos, o sol e a lua, dentes de lobo e figuras humanas.
Classificada como Monumento Nacional desde 1990, a Anta de Antelas surpreende pelo bom estado em que se encontra, sendo de salientar o cuidado que tem havido com a sua conservação, nomeadamente por parte da Câmara Municipal de Oliveira de Frades.

Sem comentários:

O TEMPO JÁ NÃO É O QUE ERA

Em alguns locais da vila de Oliveira de Frades o gelo atingiu "quase um metro". A "saraivada" ocorreu cerca das 16...